• 28/02/2020 C√°lculo do INSS: Novas al√≠quotas, dedu√ß√Ķes e descontos
O novo c√°lculo do INSS foi divulgado em janeiro de 2020 e trouxe novidades para os contribuintes. As altera√ß√Ķes s√£o baseadas no reajuste do sal√°rio m√≠nimo e na Reforma da Previd√™ncia de 2019, conforme as faixas abaixo: - 7,5% at√© um sal√°rio m√≠nimo (R$ 1.045); - 9% para quem ganha entre R$ 1.045,01 R$ e 2.089,60; - 12% para quem ganha entre R$ 2.089,61 e R$ 3.134,40; - 14% para quem ganha entre R$ 3.134,41 e R$ 6.101,06.; J√° no setor p√ļblico, a al√≠quota pode chegar a 22%. Al√≠quotas progressivas INSS A principal mudan√ßa do novo c√°lculo do INSS, al√©m do reajuste de acordo com o sal√°rio m√≠nimo, √© a implementa√ß√£o das al√≠quotas progressivas previstas na Reforma da Previd√™ncia. Isso significa que as taxas ser√£o cobradas apenas sobre a parcela do sal√°rio que se enquadrar em cada faixa, fazendo com que o percentual descontado do total dos ganhos seja diferente. Ou seja: a al√≠quota efetiva aplicada ao sal√°rio de cada trabalhador para a aposentadoria vai mudar. O objetivo √© tornar a arrecada√ß√£o mais justa: quem ganha menos vai contribuir menos para o INSS, e quem ganha mais, vai contribuir mais. Como calcular al√≠quota a ser aplicada Entre cada parcela, o c√°lculo √© feito considerando o m√°ximo e o m√≠nimo destas e a al√≠quota a ser aplicada. Enquanto o valor do sal√°rio n√£o √© atingido, √© considerado o teto da faixa salarial. Veja como fica o c√°lculo para um sal√°rio de R$ 3.000,00 como exemplo, que se encontra na 2¬™ faixa: - 1¬™ faixa salarial: 1.045,00 x 0,075 = 78,38 - 2¬™ faixa salarial: [2.089,60 - 1.045,00] x 0,09 = 1.044,60 x 0,09 = 94,01 - Faixa que atinge o sal√°rio: [3.000,00 - 2.089,60] x 0,12 = 910,40 x 0,12 = 109,25 - Total a recolher: 109,25 + 94,01 + 78,38 = 281,64 Com este resultado √© poss√≠vel calcular a al√≠quota efetiva que se encontra em cerca de 9,39% (281,64 √∑ 3.000,00). M√©todo alternativo Uma outra forma de calcular o desconto ao INSS √© fazer como no Imposto de Renda: multiplicando o valor pela al√≠quota correspondente e subtraindo uma parcela a deduzir. Para calcular por esta forma, desenvolvemos a tabela a seguir com parcelas a deduzir para cada faixa salarial: Sal√°rio de Contribui√ß√£o Al√≠quota Parcela a deduzir Sal√°rio m√≠nimo: R$ 1.045,00 7,5% - De R$ 1.045,01 a R$ 2.089,60 9% 15,67 De 2.089,61 a R$ 3.134,40 12% 78,36 De R$ 3.134,41 a R$ 6.101,06 14% 141,05 Desta forma, basta identificar a faixa que se encontra o sal√°rio, aplicar a al√≠quota e subtrair a parcela correspondente √† faixa salarial. Com o sal√°rio nominal em R$ 3.000,00 do exemplo anterior, o c√°lculo por este m√©todo fica: - Al√≠quota correspondente: 3.000,00 x 0,12 = 360,00 - Parcela a deduzir: 360,00 - 78,36 = 281,64 - Por este m√©todo obtemos o mesmo valor de R$ 281,64 a contribuir para o INSS. Para encontrar as parcelas de dedu√ß√£o, comparamos os valores com os resultados obtidos pelo m√©todo direto. Por exemplo, no teto de contribui√ß√£o de R$ 6.101,06 o valor a contribuir √© de R$ 713,10. Pelo m√©todo direto, calculando faixa a faixa, o c√°lculo fica: - 1¬™ faixa salarial: 1.045,00 x 7,5% = 78,38 - 2¬™ faixa salarial: (2.089,60 - 1.045,00) x 9% = 1.044,60 x 9% = 94,01 - 3¬™ faixa salarial: (3.134,40 - 2.089,60) x 12% = 1.044,80 x 12% = 125,38 - 4¬™ faixa salarial: (6.101,06 - 3.134,40) x 14% = 2.966,66 x 14% = 415,33 - Total a recolher: 78,38 + 94,01 + 125,38 + 415,33 = 713,10 Se optarmos por calcular diretamente 14% de R$ 6.101,06 ficamos com R$ 854,15. A diferen√ßa para o valor a contribuir que encontramos pelo m√©todo direto, √© o valor da parcela a abater dentro desta faixa: - 854,15 - 713,10 = 141,05 Com os outros valores que se encaixam na 4¬™ linha da tabela, vemos que a parcela a deduzir √© a mesma e o m√©todo funciona. Para encontrar as outras parcelas o processo √© o mesmo. Lembrando que utilizamos aqui valores arredondados, o que pode diferenciar do sistema do governo quando este utiliza truncamentos. Contudo, a tabela pode ser utilizada principalmente para conferir os valores calculados pelo m√©todo direto. C√°lculo do sal√°rio l√≠quido Ap√≥s definir os valores que se destinam ao INSS, o pr√≥ximo passo para calcular o sal√°rio l√≠quido √© descontar o Imposto de Renda a ser retido na fonte. Para calcular o desconto do Imposto de Renda utilizamos a tabela com os valores das al√≠quotas, considerando que existe uma dedu√ß√£o por dependente de R$ 189,59. Tabela IRRF Base de c√°lculo Al√≠quota Parcela a deduzir At√© R$ 1.903,98 - - De R$ 1.903,99 at√© R$ 2.826,65 7,5% 142,80 De R$ 2.826,66 at√© R$ 3.751,05 15% 354,80 De R$ 3.751,06 at√© R$ 4.664,68 22,5% 636,13 Acima de R$ 4.664,68 27,5% 869,36 A base de c√°lculo do IR √© o valor do sal√°rio bruto subtra√≠do do desconto ao INSS e da respectiva dedu√ß√£o por dependente. A seguir, basta multiplicar pela al√≠quota da tabela e deduzir a parcela. Por exemplo, para o sal√°rio bruto de R$ 3.000,00 e com um desconto INSS de R$ 281,64, se considerarmos que o trabalhador tem dois dependentes, o c√°lculo fica: - Sal√°rio ap√≥s desconto ao INSS: 3.000,00 - 281,64 = 2.718,36 - Desconto para dois dependentes: 2.718,36 - (2 x 189,59) = 2.339,18 Consultando a tabela, vemos que a base de c√°lculo se enquadra na segunda linha. Com isso, multiplicamos a al√≠quota e subtra√≠mos a dedu√ß√£o: - Al√≠quota: 2.339,18 x 0,075 = 175,44 - Parcela a deduzir: 175,44 - 142,80 = 32,64 Ao final, podemos calcular o sal√°rio l√≠quido subtraindo a contribui√ß√£o ao INSS e o desconto ao IR, sendo neste caso um valor de R$ 2.685,72 l√≠quido. Vale lembrar que podem existir outros descontos conforme cada caso, como por exemplo os descontos para vale-transporte, conv√™nios m√©dicos, seguros e outros.
Fonte: Dicionario Financeiro

[Imprimir] [Mais NotŪcias]

 
Rua Tobias Cândido, 100 - Bairro Santo Antônio - CEP 38.700-120 - Patos de Minas - M.G.
Telefones: (34) 3814-1089 / 99975-6820 - Copyright © 2006-2016 - Todos os direitos reservados
Desenvolvimento e Hospedagem: iTSITES Hospedagem sob medida